03 março, 2006

QUER ANDAR DE CARRO VELHO? ENTÃO VENHA...



Hoje fiz a proeza de pegar 5 engarrafamentos... e olha que moro a apenas 7 km do meu trabalho...
Nessa viagem encontrei...
O MÁGICO: ninguém sabe como entrou de um lado da pista e saiu do outro...
O ALFAIATE: costura, costura, costura...
O "BOCA SUJA": pragueja a lista inteira de palavrões (e olha que tem alguns que nem sei bem o que significam...)
O CRIATIVO: sempre dá um "jeitinho brasileiro"... sabe que pra entrar na rua que ele quer precisa ficar numa pista, mas pega a fila que anda mais depressa e faz dá um sorrisinho e faz cara de "pidão" pra entrar no começo da outra...
O PERDIDO: viu que pegou a rua errada e faz o trânsito inteiro parar pra entrar numa entrada de garagem e fazer o retorno...
O APRESSADINHO: sempre acha que dá para passar no sinal amarelo, que a fila vai andar (e ainda tem fé)... e fecha a outra rua, criando outro engarrafamento!
O GALANTEADOR: consegue dar as cantadas mais criativas para cada mulher sozinha que para o carro ao lado do seu...
O DONO DA RUA: acha que a rua é sua e por isso faz o que bem quer... e ainda é cheio da razão!
O INVEJOSO: sempre a outra fila é a que está andando mais depressa... e fica pererecando de fila em fila
E, é claro, o PEDESTRE estressadinho, que resolve atravessar bem na sua frente e ainda te chama de fdp por parar em cima (e ai de você se buzinar...)
O trânsito demonstra bem a personalidade das pessoas e também a cultura da região... E o trânsito (pelo menos o daqui de Curitiba, a "melhor cidade do Brasil pra se viver", como afirmam alguns [hahaha]) está um CAOS, assim como o nosso Brasil... E não adianta reclamar e dizer que a culpa é do prefeito, do detran, do denatran, da polícia rodoviária ou de quem quer que seja... Somos nós, povo brasileiro, motoristas, pedestres, ciclistas, trabalhadores, estudantes, etc, etc, etc, que fazemos e formamos o nosso país... e é assim, como no trânsito, que estamos levando as nossas vidas...
E assim caminha a humanidade... (ou, ao menos, tenta...)

(publicado em 22/02/2006)

Um comentário:

Vânia disse...

Uma vez li um texto interessante sobre uma cidade onde não existia sinais de trânsito...e os carros respeitavam cada pedestre, não existia o caos, era um respeito mútuo...
O texto é bem bacana, vou ver se encontro para te mandar, pq poderia ser uma solução para mtas cidades, porém, a educação e a consciência do respeito por cada pessoa deve ser previamente as principais características de cada cidadão!