11 setembro, 2006

poemas nas nuvens


deixo poemas nas nuvens
e como chuva molham as ladeiras
escorrem pelos bueiros
as letras menos compromissadas
com sorte, seguem ao mar
onde bailam com as ondas
e tornam-se livres...

4 comentários:

Márcio Bezerra disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Claudio Eugenio Luz disse...

Todas elas, quando belas, desaguam em nossos corações.

hábeijos

Déa disse...

E já em liberdade chegam até nós...
Gostei daqui!
Beijo

Cadinho RoCo disse...

Nuvens de poesia ida aos rios mares ondas praias areias em grãos de palavras pisadas no âmago do viver.
Cadinho RoCo
www.balaiodeminas.com.br